Ver todos os posts

Competências ideais para os profissionais do futuro. O futuro é agora!

Independentemente do setor, para se tornar um profissional do futuro, é preciso desenvolver algumas habilidades. Saiba mais.
Publicado em
23/9/2022

“Deixem que o futuro diga a verdade e avalie cada um de acordo com o seu trabalho e realizações. O presente pertence a eles, mas o futuro pelo qual eu sempre trabalhei pertence a mim.” Nikola Tesla

A frase, atribuída ao inventor, me inspira a pensar que as pessoas que desejam, como eu, continuar a ter êxito no mundo do trabalho ou que estão ingressando na sua vida profissional, talvez estejam confusas e se questionando acerca de quais características e comportamentos são essenciais para esse sucesso futuro. Não há certezas!

A inspiração segue e interpreto a frase como um conselho de que devemos continuamente discutir para entender estes requisitos e assim, de maneira dinâmica, em processo, criar consciência sobre estas características e comportamentos e incorporá-los, no presente, na nossa maneira de trabalhar. Trazer para si a responsabilidade desta aprendizagem e assim construir esse futuro.

O que o Fórum Econômico Mundial fala sobre o mercado de trabalho?

Reflexões iniciais postas, me sinto bastante amparada ao saber que estas inquietudes sobre o êxito no mundo do trabalho têm espaço próprio de discussão, que é o  “Fórum Econômico Mundial” (WEF), uma organização sem fins lucrativos, fundada em 1971 por Klaus Schwab em Genebra. 

Esta entidade é mais conhecida pelo evento anual que organiza em Davos, onde representantes empresariais e políticos, assim como intelectuais e jornalistas selecionados discutem as questões mais urgentes enfrentadas mundialmente. A entidade organiza outros eventos de discussão, bem como pesquisas e publicação de relatórios sobre os diversos temas de impacto sócio-econômico. 

Dentre estas pesquisas e relatórios, estão o de 20 de outubro de 2020, com o nome de “The future of Jobs Report 2020” e também um interessantíssimo mapa mental interativo sobre os temas do fórum (Global Issues), incluindo a Quarta Revolução industrial e Impactos da Covid-19 no mundo. 

Vale também a navegação pelo site do "Fórum Econômico Mundial" para ver tendências de inteligência estratégica no mundo do trabalho.

Na publicação, além de descrições de como está estabelecida a relação capital X trabalho atualmente e suas tendências, aparecem listadas as competências importantes que cada profissional precisa ter para lidar e conseguir resultados nessa relação.

O relatório inicia com um pensamento chocante de que a discussão sobre o futuro do trabalho não é nova e de que está acelerada pela situação pandêmica do Covid-19, com a iminente crise global e a adoção crescente e pulsante de tecnologia. O futuro já chegou! Alguns dados: 

  • 43% dos negócios pesquisados indicaram que estão propensos a reduzir sua força de trabalho devido a integrações tecnológicas, 41% planejam expandir o uso de contratados terceirizados para trabalhos/tarefas especializadas e 34% planejam expandir sua força de trabalho devido a integrações tecnológicas. Até 2025, o tempo utilizado para desenvolver tarefas, tanto por humanos como por máquinas, será igual.
  • Os empregadores esperam que, até 2025, as funções cada vez mais redundantes diminuam de 15,4% da força de trabalho para 9% (queda de 6,4%) e que as profissões emergentes cresçam de 7,8% para 13,5% (crescimento de 5,7%) da base total de funcionários de respondentes da empresa. Com base nesses números, estimamos que até 2025, 85 milhões de empregos poderão ser substituídos por uma mudança na divisão do trabalho entre humanos e máquinas, enquanto 97 milhões de novos papéis poderão surgir mais adaptados à nova divisão do trabalho entre humanos, máquinas e algoritmos.
  • Em média, as empresas estimam que cerca de 40% dos trabalhadores exigirão requalificação em seis meses ou menos e 94% dos líderes empresariais relatam que esperam que os funcionários adquiram novas habilidades no trabalho (65% em 2018)
  • 84% dos empregadores estão prontos para digitalizar rapidamente os processos de trabalho, incluindo uma expansão significativa do trabalho remoto, com potencial de mover 44% de sua força de trabalho para operar remotamente.

E quais competências são necessárias para melhorar o desempenho de um profissional do futuro?

Segundo o relatório: 

  • As principais habilidades e grupos de habilidades que os empregadores consideram crescentes em destaque até 2025 incluem competências como pensamento crítico e análise, bem como resolução de problemas e habilidades de autogestão, como aprendizado ativo, resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade. 
  • Para lidar com as preocupações com produtividade e bem-estar, cerca de um terço de todos os empregadores também espera tomar medidas para criar um senso de comunidade, conexão e pertencimento entre os funcionários por meio de ferramentas digitais e enfrentar os desafios de bem-estar impostos pela mudança ao trabalho remoto.
  • Os profissionais que estão empregados estão dando maior ênfase aos cursos de desenvolvimento pessoal, que tiveram um crescimento de 88% nessa população. Aqueles que estão desempregados deram maior ênfase ao aprendizado de habilidades digitais, como análise de dados, ciência da computação e tecnologia da informação.

 

Como de praxe, visto desde a edição deste relatório em 2016, a pesquisa resume e apresenta a lista de competências, desta vez com uma visão de até 2025:

(Lista: 1 – Pensamento analítico e inovação; 2 – Aprendizagem ativa e uso de estratégias de aprendizagem; 3 – Solução de problemas complexos; 4 – Pensamento crítico e análise; 5 – Criatividade, originalidade e iniciativa; 6 – Liderança e influência social; 7 – Uso da tecnologia, monitoria e controle; 8 – Design de tecnologia e programação; 9 – Resiliência, tolerância ao stress e flexibilidade; 10 – Racionalização, solução de problemas e ideação; 11 – Inteligência emocional; 12 – Resolução de problemas e pensamento orientado à experiência do usuário; 13 – Orientação a serviços/Orientação a servir; 14 – Análise e avaliação de sistemas; 15 -Persuasão e negociação )

A riqueza desse material não está na publicação em si, mas sim em conhecê-lo, estudá-lo, interpretá-lo para nossa realidade individual e assim trazer para o dia a dia a prática das características e comportamentos listados como cruciais. Seguramente, esse material não é o único e espero ter despertado a curiosidade de cada um dos leitores na busca de mais informação a respeito.

Afinal, o convite aqui é o de autoanálise e forte compromisso com o nosso próprio desenvolvimento.

E você? Como estão suas reflexões acerca de suas competências, habilidades e comportamentos para o seu melhor desempenho e bem-estar como profissional, qualquer que seja a área que você tenha escolhido atuar?

No items found.

Seja um assinante da Solving The Problem, nossa newsletter mensal.