Ver todos os posts

Solução de problemas: a competência do século para o desenvolvimento de pessoas

A capacidade de resolver problemas é uma das competências mais necessárias para o enfrentamento dos desafios da nova era e representa uma habilidade muito requisitada em toda e qualquer organização que busca melhores desempenhos para o negócio.
Publicado em
21/7/2022
Equipe FRST

Em um mundo onde a única constante é a própria mudança, torna-se cada vez mais difícil antecipar o surgimento de um problema ou mesmo prever a chegada de eventuais acontecimentos diante de tantas transformações. Com o advento da pandemia que acelerou os rumos do planeta, muitos destes problemas se intensificaram e outros novos surgiram, gerando uma necessidade urgente de adaptação que segue impactando toda a sociedade. 

Sendo assim, não é nenhuma novidade: a capacidade de resolver problemas é uma das competências mais necessárias para o enfrentamento dos desafios da nova era e representa uma habilidade muito requisitada em toda e qualquer organização que busca melhores desempenhos para o negócio. Isso porque a resolução de problemas está diretamente conectada à inteligência emocional e aos aspectos cognitivos do ser humano, o que requer discernimento para identificar os objetivos e a coordenação de seus esforços rumo à sua conclusão. 

Dada à relevância do tema, ainda em 2020, o Fórum Econômico Mundial (FEM) publicou o relatório The Future of Jobs, com um prognóstico sobre o futuro do trabalho para as organizações e pessoas. Naquele momento foram entrevistadas 291 empresas do mundo todo, que juntas, representam aproximadamente 7,7 milhões de colaboradores. De acordo com o relatório, 55,4% das empresas entrevistadas afirmaram encontrar gaps ou lacunas de competências em seus profissionais, o que dificulta, inclusive, a adoção de novas tecnologias e processos. 

Porém, antes de buscar essas novas competências, os profissionais precisam retornar ao princípio básico - desenvolver a capacidade de aprender novas habilidades constantemente. O mercado está se transformando em uma velocidade muito grande e a habilidade de aprender é um processo crucial na jornada de qualquer pessoa que deseja transformar o jogo. É através da busca por conhecimento que a solução de problemas se torna possível.

Entendendo a solução de problemas

O termo “problema” quase sempre é visto como um estigma e em geral traz uma conotação negativa, mas em diversas situações, os problemas podem (e devem) ser tidos como oportunidades para aprimorar o que não está dando certo, especialmente porque eles proporcionam insights e aprendizados até então não observados, seja pela organização ou pelo profissional em si.

Em alguns casos, a solução de problemas complexos exigirá conhecimentos específicos de alguma determinada área tais como, engenharia, se for um novo processo, produto ou material; tecnologia, se for em relação à digitalização de atividades ou modernização de processos; administração, se for relativo à gestão e pessoas, e assim por diante. Outros problemas só obterão êxito se houver a aplicação das chamadas human skills, ou seja, as competências humanas desenvolvidas ao longo da trajetória de cada pessoa. 

Nos negócios principalmente, a solução de problemas é uma habilidade complexa, pois envolve conflitos multifacetados que vão muito além de questões empresariais, mas também envolvem o trato com diferentes tipos de personalidades, dinâmicas e níveis de autoridade distintos. Para ser efetiva, essa competência precisa engajar todos os envolvidos e motivá-los a buscar as melhores soluções, sem esquecer também de focar no cliente e em suas reais necessidades.

Como já comentado, a habilidade para solucionar problemas é crucial aos líderes, gestores, profissionais de RH e pessoas que desejam obter sucesso tanto na vida profissional quanto pessoal. E este é o maior diferencial dessa competência, uma vez que ela dificilmente - pelo menos até o momento - será desempenhada por um sistema de inteligência artificial. Esse é um aspecto puramente humano, que precisa ser estimulado e desenvolvido diariamente, sendo papel das empresas formar pessoas cada vez mais capacitadas para dominar essa competência.

O que dizem os dados

A resolução de problemas complexos já é recorrente nos últimos relatórios do Fórum Econômico Mundial (FEM) desde 2015, e sempre aparece no ranking de “top 10” habilidades mais necessárias para o futuro. Durante o século XXI e intensificamente agora no contexto pós-pandemia, vivemos um novo momento da existência humana. Cercados pela disrupção digital e incertezas quanto ao que está por vir, o capital humano torna-se o ativo mais importante para as organizações nos dias de hoje.

Diante disso, o FEM prevê que pelo menos um terço dos empregos em todas as indústrias mundiais envolve a solução de problemas complexos como uma competência base para operar no dia a dia, mas o número de profissionais que possuem essa habilidade bem desenvolvida não cresce na mesma frequência. Na ausência de pessoas preparadas, os empregadores entrevistados pelo relatório The Future of Jobs relatam que oferecem cursos de upskilling e reskilling para cerca de 62% de seus profissionais, em média. 

No entanto, o engajamento dos profissionais em cursos que se valem de metodologias tradicionais não é tão alto quanto o esperado. Apenas 42% dos colaboradores de fato realizam os treinamentos ofertados por suas empresas. Quase sempre, isso se dá pela falta de identificação do profissional com o tema que está sendo apresentado, pois não possui relação direta com os desafios que vivencia em sua rotina de trabalho.

Solucionar problemas é enfrentar o desconhecido

Para desenvolver gente capaz de entregar resultados e gerar valor, a busca pelo conhecimento é a chave para solucionar problemas. É o que comenta o Professor Vicente Falconi - sócio-fundador Falconi, autor de diversos livros na área de gestão e metas e guru dos grandes empresários, como é conhecido pelo mercado e a mídia - em uma entrevista inédita concedida com exclusividade à Juliana Scarpa, CEO FRST Falconi.

Acompanhe a entrevista completa a seguir:
Entrevista inédita com Professor Falconi - Solucionar problemas é enfrentar o desconhecido

Como desenvolver a habilidade de solucionar problemas?

Além de exigir muito da inteligência emocional de cada um e a capacidade de lidar com situações adversas, existem algumas formas para começar a exercitar essa competência no cotidiano. São elas:

1. Autoconhecimento

Uma autorreflexão é essencial ao longo desse processo pois, ao invés de enxergar problemas apenas do lado externo, uma análise crítica sobre sua própria responsabilidade no cenário é de suma importância. Reconhecer e controlar as próprias emoções é o primeiro passo para deixar de ser parte do problema ou mesmo nem chegar a fazer parte dele.

2. Escuta ativa 

Um empecilho muito comum em empresas e no próprio convívio entre pessoas, está na incapacidade de escutar o outro, já que uma escuta ativa proporciona a troca de experiências e insights importantes. Uma pessoa pode, por exemplo, enxergar um aspecto do problema que outra ainda não viu, o que contribui para uma resolução mais assertiva da questão. 

3. Empatia

Para desenvolver a empatia, a escuta ativa é um ponto fundamental. Escutar com sinceridade o que a outra pessoa tem a dizer e se colocar no lugar do outro, é experimentar ver sob uma perspectiva diferente e tentar entender as suas dores e frustrações. Assim, a solução de problemas passa a ser mais fluida, menos conflituosa e mais direcionada para o que realmente precisa ser resolvido. 

4. Comunicação clara

Comunicar-se no tom certo é um desafio para muitos profissionais, especialmente ao lidar com pessoas de personalidades distintas, o que requer um exercício constante. Por isso, ter uma comunicação clara e assertiva é um ponto muito relevante não só do ponto de vista de solucionar problemas, mas também dos relacionamentos formados entre empresas, profissionais e clientes. 

5. Busca pelo conhecimento

Sem dúvidas, solucionar problemas é enfrentar o desconhecido e para isso, é preciso buscar conhecimento em como fazê-lo. Dessa forma, o aprendizado constante é uma característica indispensável ao desenvolvimento de pessoas. Para implementar soluções inovadoras e que façam sentido, o conhecimento precisa estar na base da formação de cada um. E aqui é importante frisar - não é apenas o conhecimento técnico que muda o jogo, mas sim as pessoas e suas competências humanas.

Empresas e pessoas precisam evoluir constantemente para superar os desafios de uma sociedade cada vez mais dinâmica. Por isso, chegou a hora de evoluir principalmente a forma como as empresas desenvolvem gente.

Conheça a FRST: em nossa plataforma, unimos o mindset ágil à solução de problemas em ambiente real. A partir de uma experiência individualizada e conectada com seus desafios profissionais, os colaboradores se desenvolvem e entregam resultados em ciclos ágeis, evoluindo nas competências fundamentais do século XXI.

Agende uma demonstração com nossos especialistas e descubra o novo.

No items found.

Seja um assinante da Solving The Problem, nossa newsletter mensal.